Com a chegada da época de chuvas, cuidados contra o Aedes aegypti devem ser redobrados

Com a chegada do período de chuvas, o risco de proliferação do
Aedes aegypti aumenta. Por isso, a Secretaria de Saúde de Birigui
reforça o alerta à população para redobrar os cuidados de
prevenção, uma vez que a água acumulada e o calor são propícios
para a disseminação do mosquito.


A administração municipal tem feito ações diárias de combate ao
mosquito que transmite a dengue, chikungunya e zika vírus. Os agentes
comunitários de saúde e de combate às endemias fazem varredura
durante as visitas casa a casa, orientam os moradores e eliminam água
parada em recipientes.


Em áreas com casos positivos ou suspeitos de dengue, os agentes de
combate às endemias realizam o bloqueio de criadouros para eliminar
as larvas do mosquito. A nebulização ocorre quando há casos
positivos, sendo o trabalho feito em um raio de 200 metros dos
imóveis onde a doença foi notificada.


“Somos responsáveis pelo planejamento e pelas ações de combate ao
mosquito feito pelos agentes. Cada cidadão também é responsável e
precisa ficar atento, cuidando dos seus imóveis para evitar os
criadouros”, disse a chefe da Divisão de Vigilância e Controle de
Vetores, Aline Lobato.


PREVENÇÃO


Limpar as calhas, tampar e vedar bem quaisquer recipientes que podem
acumular água, como garrafas, latas, plásticos, pneus e caixa
d’água, por exemplo, são atitudes simples e importantes que, se
realizadas regularmente, ajudam na prevenção e no controle do
mosquito.


“É importante que a população nos ajude lavando também os
bebedouros de animais, colocando areia grossa nos vasos e pratos de
plantas, além do cuidado com os ralos internos e externos de suas
casas”, completa a agente de endemias, Rosilene Montanholi.


Ela pediu a colaboração de todos para que deixem os agentes de
endemias e os agentes de saúde entrar nas residências para fazerem
as vistorias. Os profissionais trabalham de segunda a sábado e estão
devidamente identificados com uniformes e crachás.


CASOS


Conforme balanço divulgado nesta terça-feira (14) pela Secretaria de
Saúde, Birigui registra 605 casos positivos de dengue e um óbito
pela doença. Outros 21 casos estão em investigação. Até o momento
não há casos confirmados de zika vírus, chikungunya e febre amarela
no município.


A agente de endemias reforça que a prevenção contra o mosquito deve
ocorrer durante todo o ano. “A eliminação dos focos do mosquito
precisa ser constante, independente da época do ano. Não deixar o
mosquito nascer é uma responsabilidade de todos”, afirma Rosilene.
Araçatuba Acontece
15/12/2021



Postar um comentário

0 Comentários