4 acusados de tentativa de chacina serão julgados em Araçatuba

 4 acusados de tentativa de chacina serão julgados em Araçatuba
Entre as vítimas estão uma criança de 5 anos e um adolescente de 13 anos, atingidos por tiros na ocasião 

Quatro homens acusados de envolvimento em uma tentativa de chacina contra cinco vítimas, entre as quais uma criança e um adolescente, serão julgados nesta quarta-feira (10) pelo Tribunal do Júri de Araçatuba (SP). O julgamento está marcado para ter início às 9h no Fórum da cidade sem previsão de término. 
Os réus serão julgados por quatro tentativas de homicídio com qualificadora e uma tentativa simples. Os crimes ocorreram em uma mesma residência no bairro Atlântico, na noite de 12 de agosto de 2018. A tentativa de chacina teve grande repercussão na mídia na época. 
Serão submetidos ao Tribunal do Júri:David Arisson Rodrigues Pedão, Lucas dos Santos Dias, Igor Kaique Dibes Alexandrino e Denilson Aparecido Zatin Miranda. Todos estão presos em penitenciárias de segurança máxima.

De acordo com denúncia do Ministério Público, o réu Igor tinha uma rixa com o principal alvo do ataque, Flávio William Tobias da Costa Antônio, com 23 anos na época. Na ocasião, os outros três amigos de Igor se ajustaram para cometer o crime na casa da vítima, na Rua Carlos Loureiro Corretor, onde estava a família da vítima junto com uma vizinha.
Ainda conforme a denúncia do MP, os réus foram até o local em um carro dirigido por Lucas. O veículo parou perto da residência, momento em que os outros três denunciados desceram encapuzados e invadiram a casa que estava com o portão basculante aberto.
 
Munidos com duas pistolas e um revólver os réus atiraram contra as pessoas que estavam no local, atingindo de imediato a esposa e os dois filhos menores do dono da casa e a vizinha que estava ali negociando frutas. Esta vizinha foi atingida no ombro, enquanto a dona da casa foi ferida no tórax. O seu filho de 13 anos levou um tiro no pé e o outro filho de 5 anos foi atingido de raspão no quadril.
Ao notar o ataque, Flávio Willian correu e trancou um portão de ferro, que foi arrombado pelos três invasores, conforme a promotoria. A vítima se trancou em um quarto e a porta do cômodo foi atingida por 16 disparos. Um deles atingiu a axila direita do morador. Os três acusados saíram correndo de dentro do imóvel e fugiram no carro que esperava na frente da residência. As vítimas foram socorridas e atendidas no pronto-socorro da Santa Casa. 
A Polícia Civil passou a investigar o caso e chegou até os quatro acusados. As duas pistolas usadas no crime foram apreendidas e exame de balística confirmou o uso na tentativa de chacina. 
"Embora os denunciados Igor, David e Denilson estivessem encapuzados no momento do crime, as vítimas Flávio e sua esposa os reconheceram prontamente e sem sombra de dúvidas, uma vez que os capuzes estavam bem abertos nas regiões dos olhos e boca, bem como porque já os conhecia de longa data", escreveu na denuncia o promotor de justiça Adelmo Pinho
Segundo ele, os crimes contra as duas mulheres e os dois menores foram praticados com a qualificadora de recurso que dificultou a defesa das vítimas, uma vez que os denunciados as surpreenderam no momento em que não esperavam tal ataque, estando desarmadas e sem possibilidade de qualquer reação ou de defesa.
Por: Alex Mesmer/RP10
Imagens Arquivo do Araçatuba Acontece
Araçatuba Acontece
10/11/2021














Postar um comentário

0 Comentários