Veículo submerso aparece no Tietê embaixo do porto em Araçatuba


Um veículo ainda não identificado apareceu submerso no rio Tietê embaixo do porto nesta quarta-feira (6). A Polícia ainda não fez a identificação porque devido ao horário do encontro, os bombeiros não mergulharam devido à falta de visibilidade. O carro estava embaixo da embarcação onde um Gol e uma viatura da Polícia Rodoviária caíram durante a madrugada.
A reportagem apurou que após a queda dos dois veículos, a embarcação foi deslocada um pouco mais à frente da plataforma. Assim que saiu do lugar funcionários do estaleiro viram que embaixo havia um carro submerso, com as quatro rodas para cima. Como o nível do rio baixou muito nas últimas semanas, com a saída da embarcação foi possível visualizar o veículo.
A Polícia Civil e Corpo de Bombeiros estivera no local no início da noite. A reportagem apurou que um guincho chegou a ser acionado mas o operador informou que o equipamento não daria conta de remover o veículo. Coo já estava escurecendo não foi possível os bombeiros mergulharem para tentar identificar o veículo e ver se há objetos ou corpos no interior.
Nesta manhã a Polícia Civil e os bombeiros iriam voltar ao local para retomar as atividades. Chegou-se a cogitar a possibilidade do veículo ter sido usado no mega-assalto que aconteceu em Araçatuba no final de agosto e ter sido desovado no local. No entanto, a polícia apurou que na data do assalto a embarcação já estava atracada no local, sendo que o veículo está submerso desde data anterior.
Perseguição
Na madrugada desta quarta-feira um gol com três homens que praticaram um assalto a residência de um casal de advogados em Valparaíso e fugia da Polícia despencou no porto sobre embarcações atracadas no local. Uma viatura da Polícia Rodoviária que perseguia os criminosos também caiu sobre as embarcações, depois que o condutor não percebeu o final da estrada.
De acordo com o boletim de ocorrência, o trio armado assaltou uma residência na rua Agostinho Pugina, em Valparaíso, onde renderam um casal de advogados de 58 e 61 anos. Os bandidos estavam com duas armas e agiram com violência, fugindo por uma estrada em direção a Rubiácea. 
Uma equipe encontrou o carro em alta velocidade e o motorista não obedeceu sinais sonoros e luminosos para que o veículo VW/Gol com placa de Barbosa, parasse, e o motorista empreendeu fuga. De imediato foi solicitado apoio e o carro fugiu sentido a Araçatuba.
Equipes de Guararapes e Araçatuba e uma equipe da polícia rodoviária também iniciaram o acompanhamento. O fugitivo ingressou na Rodovia Eliezer Montenegro Magalhães, sentido Santo Antônio de Aracanguá, e antes da ponte pegou o acesso ao porto. 
O condutor da viatura e o carro que estava em fuga não perceberam o término da estrada e despencaram com os carros a uma altura de 10 metros, caindo sobre as embarcações. Um desempregado de 18 anos permaneceu no carro e foi detido. Ele estava com uma fratura no braço e ficou internado na Santa Casa.
O homem de 31 anos e outro rapaz de 18 pularam no rio. O mais velho voltou para as embarcações e foi detido. O outro jovem de 18 anos não foi localizado. No entanto, quando a ocorrência estava sendo registrada, a polícia recebeu informação de que o terceiro suspeito estaria pelas imediações do porto.
O patrulhamento no local foi intensificado e o rapaz foi encontrado apenas de cueca, descalço, caminhando em uma estrada de terra paralela a rodovia Eliezer Montenegro Magalhães, sentido a Araçatuba. Ele foi abordado e confessou participação no assalto em Valparaíso.
O rapaz ainda indicou o local onde havia escondido uma mochila preta com objetos levados no assalto. A mochila foi encontrada enroscada em um tronco de árvore dentro do rio. No interior do veículo foram encontrados diversos objetos, como joias, relógios, bebidas, dinheiro, objetos pessoais e duas pistolas (que estavam no interior de uma mochila). As armas estavam municiadas. A pistola 22 foi levada de um assalto em condomínio de alto padrão em Araçatuba. 
Os três desempregados ficaram presos em flagrante à disposição da Justiça.
Por: Fábio Shiz/RP10
07/10/2021



Postar um comentário

0 Comentários