Polícia prende agiota e dois suspeitos de terem tentado matar dono de lava-jato


Um administrador de 28 anos apontado como agiota e mandante de uma tentativa de homicídio ocorrida na tarde desta terça-feira (6) no lava-jato de um posto de combustíveis na avenida Brasília, em Araçatuba, um homem que teria sido o autor dos disparos e um adolescente que pilotava a moto levando o acusado foram detidos horas depois do crime por policiais civis no bairro Alvorada.
Policiais da 3ª Delegacia de Homicídios da Deic (Divisão Especializada em Investigações Criminais) esclareceram o crime em poucas horas e descobriram que a motivação seria uma dívida da vítima com o homem que seria o mandante do crime, um administrador que é apontado como agiota e teria um crédito a receber da vítima, que é um homem de 43 anos que toca o lava-jato instalado no posto onde ocorreu a tentativa de homicídio.
O comerciante estava trabalhando quando dois homens chegaram de moto e o passageiro atirou contra ele. O filho o socorreu levando-o para o pronto-socorro de um hospital particular da cidade. Os policiais civis conversaram com a vítima e receberam a informação de que os dois acusados do crime já teriam ido anteriormente no lava-jato fazer uma cobrança para o agiota, e o ameaçado de morte caso não pagasse.
O rapaz que pilotava a moto era um adolescente de 17 anos e o atirador, um auxiliar geral de 21 anos. Com base nas informações, os investigadores conseguiram fotos do administrador acompanhado de outras duas pessoas e a vítima reconheceu os três.  Todos já são conhecidos nos meios policiais. 
Os investigadores iniciaram diligências e ao passarem na frente da casa do adolescente, no bairro Alvorada, local onde já tinham cumprido mandado de busca em investigação de tráfico, viram quatro homens conversando. Eles foram abordados e os três apontados pela vítima foram identificados.
No local havia três capacetes pretos e um deles era do administrador, que estava de moto no local. Ninguém assumiu a propriedade dos outros dois capacetes. Todos negaram participação na tentativa de homicídio. O administrador apenas admitiu que a vítima lhe devia dinheiro e que tinha ido cobrar a vítima em seu lava-jato, junto do auxiliar geral, e presenciou a vítima dando um tapa no rosto dele.
Após colher depoimento dos rapazes, o delegado autuou os dois maiores por tentativa de homicídio e apreendeu o menor por ato infracional análogo a tentativa de homicídio. Os três ficaram detidos à disposição da Justiça.
Por: Fábio Shiz Rp10. 
Fotos: Sílvio Romeiro 
Araçatuba Acontece 
07/07/2021




Postar um comentário

0 Comentários