Marido bate na esposa, quebra tudo em casa e acaba preso pela PM




Um eletricista de 31 anos foi preso em flagrante após agredir a mulher, quebrar móveis e utensílios, danificar um carro e resistir à prisão da Polícia Militar, nesta quarta-feira (7), em Araçatuba (SP).
O caso ocorreu no bairro Porto Real. Apresentado no plantão policial, o agressor foi autuado em flagrante com base na lei Maria da Penha e ficou à disposição da Justiça. A Polícia Civil também solicitou medida protetiva para a vítima da agressão, de 34 anos.
De acordo com boletim de ocorrência, o indicado acordou e passou a quebrar os móveis da casa e a ameaçar a vítima dizendo que se recusava em aceitar uma possível separação. Com um martelo, o eletricista quebro inicialmente uma mesa de mármore e uma cômoda.

 
Em seguida, ele arremessou um violão contra a vítima, que conseguiu se desviar. Descontrolado, o homem quebrou os vidros do carro da vítima e cortou os quatro pneus do veículo, que estava na garagem. Ele ainda quebrou o portão e o arrancou dos trilhos.
A mulher tentou chamar a polícia com um celular, mas o agressor tomou o aparelho da mulher e o quebrou. Desesperada, a vítima pediu para a filha de oito anos ir até uma vizinha para pedir ajuda e ligar para a PM, mas o homem agarrou a menina pelo cabelo impedindo-a de sair de casa.
Nesse momento, a mulher investiu contra o agressor para defender a filha e foi agredida com um mata-leão. A disse disse à polícia que no desespero para se livrar, arranhou o rosto do agressor e correu para a rua pedindo socorro.
A PM foi acionada e uma equipe composta pelos soldados Ravanhani e Bernine logo chegou ao local, na Rua Pedro Moreno. Ao notar a viatura, a mulher correu com a filha em direção aos policiais.
Após ouvir o relato da vítima, os PMs entraram na casa e encontraram o agressor ainda alterado. O eletricista não quis ser revistado e resistiu a prisão, sendo algemado em seguida.
Ele ainda tentou investir contra os policiais e a quebrar a viatura, mas foi contido com o apoio de outras equipes. Ao ser preso, ele relatou aos PMs que não queria se separar da vítima. O indiciado ficou preso em uma cela do plantão e passará por audiência de custódia. A vítima espera a concessão da medida protetiva.
Por: Alex Mesmer/RP10
Araçatuba Acontece
08/07/2021









Postar um comentário

0 Comentários