Três homens foram presos pela PM acusados de caçarem macacos da Unesp para venda

Três homens de Peruíbe (SP) foram presos em flagrante na manhã desta terça-feira (5) em Araçatuba caçando macaco-prego ao lado da Unesp. Os animais seriam vendidos no mercado negro e podem custar até R$ 20 mil, segundo um dos evolvidos.

Há dois dias funcionários da Unesp estavam percebendo a movimentação estranha dos suspeitos, que ficavam nas proximidades da grade. No campus, que fica na rodovia Marechal Rondon, há muitos macacos soltos que vivem em uma pequena mata existente no local.

Ontem os funcionários perceberam que os homens estavam caçando os animais e acionaram a Polícia Militar. Uma equipe chegou por uma estrada de terra e flagrou dois homens carregando uma caixa semelhante às utilizadas para transporte de cachorros, onde havia um macaco.

Quando os rapazes viram os policiais eles jogaram a caixa e saíram correndo. A porta se abriu e um macaco que já havia sido capturado escapou. Eles tentaram correr em direção a um veículo Ecosport branco, onde um terceiro comparsa aguardava a dupla.

No veículo, os policiais encontraram mais apetrechos para captura dos animais, inclusive as iscas, que eram ovos e bananas. Informalmente, um dos envolvidos disse aos policiais que o preço varia entre R$ 3,5 mil a R$ 20 mil por animal. Eles foram detidos em flagrante e encaminhados ao plantão policial. Além de responderem pelo crime de caça e perseguição a animais silvestres, cada um recebeu uma multa de infração ambiental no valor de R$ 500.

Por: Fábio Shiz/RP10
Araçatuba Acontece
05/05/2021








Postar um comentário

0 Comentários