Mulher liga para polícia pedindo pizza, e atendente do COPOM entende o pedido de socorro

 Durante patrulhamento pela cidade de Andradina, policiais militares foram acionados via COPOM para atendimento de uma ocorrência em que uma mulher teria entrado em contato com o 190, e de maneira discreta, solicitado uma pizza, o que foi entendido pelo atendente do COPOM como um pedido de socorro por parte da solicitante, vítima de violência doméstica.

 De imediato a equipe se deslocou ao local dos fatos, onde avistou na área da frente da casa o “amásio” da solicitante, e este ao avistar a viatura, entrou rapidamente para o interior da residência. A vítima/solicitante veio até a rua e solicitou que verificassem a procedência de uma motocicleta que seu amásio teria trazido e deixado nos fundos da casa. No quintal foi verificado a motocicleta Honda/cg 150 Fan, a qual constava como produto de furto.  O indivíduo havia se  evadido do local, foram feitas buscas nas imediações, porém não foi localizado, a vítima relatou ainda que seu amásio, oriundo de São José do Rio Preto, já esteve preso por mais de 20 anos, e que ao avistar a viatura e entrar na residência, fez ameaças a ela dizendo “que iria matá-la” e se não conseguisse, mataria seus filhos. 

Diante dos fatos, a ocorrência foi encaminhada ao Plantão Policial e apresentada ao Delegado plantonista, que após ciência elaborou o BOPC de ameaça/violência doméstica/ localização e apreensão do veículo.

Por: Sílvio Romeiro. 
Araçatuba Acontece. 
26/05/2021




Postar um comentário

0 Comentários