Captação de órgãos é realizada na Santa Casa de Araçatuba

 O fígado captado ontem (5/5) na Santa Casa de Araçatuba, em um paciente de 36 anos que teve morte encefálica constatada, já foi implantado em um paciente que aguardava pelo órgão e foi contactado pela Central Nacional de Transplantes que faz a localização do receptor considerando a compatibilidade com o doador, dentre outros critérios.

A captação foi iniciada no período da tarde e foi realizada por cirurgião e demais profissionais cirúrgicos do Hospital das Clinicas de Ribeirão Preto.  O órgão foi transportado ao destino pela equipe em voo fretado.  Após ser retirado, um fígado precisa ser transplantado entre 6 e 8 horas.

Também foram captados os rins e as córneas do doador. Esses órgãos, que podem ser transplantados em até 48 horas e uma semana respectivamente, serão igualmente direcionados pela Central Nacional de Transplantes a pacientes compatíveis. As córneas foram retiradas pelo enfermeiro Matheus Tonons, da CIHDOTT da Santa Casa de Araçatuba

Doador

A captação de órgãos foi autorizada pela família do paciente de 36 anos, de Araçatuba que foi internado em 1/5 em decorrência de um quadro grave de Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCI). O paciente estava em coma, quadro que não foi revertido apesar dos esforços da equipe médica o Serviço de Neurologia e Neurocirurgia.

A morte encefálica foi constatada na terça-feira (4/5) após a realização de todos os exames previsto no protocolo de investigação. A constatação foi comunicada à família por integrantes da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT). Os familiares aceitaram doar os órgãos. 

Foi a quarta captação realizada neste ano na Santa Casa de Araçatuba.

Fonte: Assessoria de imprensa da Santa casa de Araçatuba
Araçatuba Acontece
06/06/2021



Postar um comentário

0 Comentários