GOE prende mototaxista por 'disque droga' e cão é baleado após investir contra os policiais

 Um mototaxista foi preso em flagrante por tráfico de drogas na noite desta quinta-feira (28), em Araçatuba (SP). Ele foi surpreendido por policiais civis do GOE/ Deic (Grupo de Operações Especiais)  com 30 pinos de cocaína, uma porção de maconha e R$ 214 em dinheiro.

Os policiais passaram a investigar o indiciado após reiteradas denúncias sobre o envolvimento dele no tráfico. A informação era de que o rapaz recebia as encomendas de drogas pelo telefone e que realizava as entregas, no esquema delivery, em meio as corridas que fazia como mototaxista.

Disque Droga

Durante a apuração do esquema de disque droga, os investigadores surpreenderam o suspeito saindo de moto de um estabelecimento comercial na Rua Marcílio Dias.

Ao notar a aproximação dos agentes, ele tentou correr e arremessar um saco plástico, sem sucesso. Durante a busca, os policiais civis acharam os pinos de cocaína, a porção de maconha e o dinheiro.

Cão

Os policiais disseram que fariam uma busca no estabelecimento comercial e o indiciado não alertou a equipe sobre a existência de um cão de porte grande da raça American Bull Terrier no local.

O animal investiu contra os policiais, que para contê-lo, efetuaram um disparo de arma de fogo na mandíbula do cachorro.

O cão foi socorrido pela própria equipe do GOE  até uma clínica particular, em Araçatuba. O cão ficou internado para estancar a hemorragia e não corre risco de morrer. Nenhum policial se feriu na ação.

Ao prosseguir as diligências na casa do autuado, os policiais encontraram maconha a granel e uma tesoura com resquícios da droga.

Ainda de acordo com o investigadores, durante toda a ocorrência, o celular do indiciado não parava de receber pedidos para entrega de pinos de  cocaína.

O acusado disse na delegacia que estava com pressentimento que seria preso e que a chuva que caiu na cidade esta noite atrapalhou a entrega das drogas apreendidas.

Conforme os policiais, o mototaxista, identificado pelas iniciais D.O.S.,  já foi preso, processado e condenado duas vezes por tráfico de drogas. Após o flagrante, ele ficou à disposição da Justiça. A pena para o tráfico varia de 5 a 15 anos de prisão.

Por:Alex Mesmer/Regional Press
Araçatuba Acontece
29/01/2021



Postar um comentário

0 Comentários