Mulher que matou homem a facadas é condenada a 7 anos de prisão em Araçatuba

 Marta Regina de Souza, de 46 anos, foi condenada, nesta quinta-feira (4), a 7 anos de prisão no regime semiaberto por homicídio contra José Flaviano Rodrigues Grangeiros. O julgamento aconteceu no Fórum de Araçatuba.

O crime ocorreu 17 de abril de 2019 em uma casa abandonada na rua Aureliano Valadão Furquim, bairro Umuarama, onde os envolvidos tomavam pinga. Embriagados, os dois discutiram e a mulher esfaqueou o homem nas costas.

Grangeiros chegou a ser socorrido mas morreu no mesmo dia na Santa Casa. A mulher foi presa em seguida pela Polícia Militar e autuada em flagrante.

Na ocasião, a mulher confessou o crime e alegou ter sido agredida pela vítima. Ela já registrava antecedente por homicídio e lesão corporal.

Marta negou qualquer relacionamento amoroso com a vítima e disse que  o crime ocorreu após desentendimento.

Após ser golpeado, o homem ainda correu até a rua Vicente de Carvalho, onde caiu. Socorrido por uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros, ele deu entrada na Santa Casa em estado gravíssimo e o quadro evoluiu para a morte cerebral até ter o óbito confirmado cerca de três horas depois.

Na sentença de ontem,  o juiz Henrique de Castilho Jacinto não concedeu  à ré o direito de recorrer em liberdade, uma vez que ela respondeu ao processo no cárcere. O estabelecimento prisional foi notificado sobre a sentença em regime semiaberto.

O Promotor de Justiça Adelmo Pinho recorreu da sentença imposta à ré por considerar inadequada a dosimetria da pena. Nesse sentido, o promotor pede aumento de pena em razão dos maus antecedentes de Marta Regina.

Por: Alex Mesmer/Regional Press
Araçatuba Acontece
06/12/2020



Postar um comentário

0 Comentários