Pastor é preso por desobedecer medida protetiva e bater na mulher em Araçatuba

Um pastor de 36 anos foi preso em flagrante por desobedecer medida judicial para se manter afastado da esposa e por agredi-la com socos na cabeça, nesta quinta-feira (25), em Araçatuba. O caso ocorreu na Rua Carlos Loureiro Corretor, bairro Atlântico.

A Polícia Militar recebeu chamado por meio do Copom informando sobre um caso de violência doméstica e quebra da medida protetiva. Os PMs foram até o local indicado e encontraram a mulher, de 29 anos.
Ela contou que havia apanhado do marido e que ele havia desobedecido a determinação da Justiça de manter-se afastado.

A mulher disse que havia sido agredida com socos da orelha, xingada de 'vagabunda', 'vaca e e 'biscate', além de ter sido  ameaçada de morte.

A vítima contou que já havia registrado boletim de ocorrência por violência doméstica e que gerou a medida protetiva de urgência.
Com as características do acusado, os policiais militares o encontraram a cerca de 100 metros do local. O homem negou que estivesse agredido a esposa, mas confirmou ter infringido a determinação judicial do afastamento.

Com isso, ele foi preso em flagrante pelos PMs e apresentado no plantão policial. Na delegacia, a mulher confirmou a declaração dada à Polícia Militar. O acusado disse que apenas discutiu com a mulher, mas que sabia da ordem para se afastar do convívio familiar. No entanto, exame de corpo de delito comprovou que a mulher foi agredida.

O acusado, cujo nome não foi divulgado, ficou à disposição da Justiça e vai responder por lesão corporal, injúria, ameaça, violência doméstica e descumprimento de medida protetiva de urgência.

Por: Alex Mesmer/Regional Press
Araçatuba Acontece.
26/06/2020


Postar um comentário

0 Comentários