Preso da penitenciária de Mirandópolis morre do novo coronavírus, afirma sindicato

O Sifuspesp (Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional de São Paulo) informou, na tarde desta quarta-feira (22), que um detento da Penitenciária I "Nestor Canoa", de Mirandópolis - a 70 km de Araçatuba (SP), morreu em razão do novo coronavírus durante a madrugada.

O presos estava internado na UTI, e o médico que fez o atendimento atestou que o COVID-19 foi a causa da morte, segundo apuração feita pelo Sifuspesp. "O teste sobre a presença do coronavírus no organismo do sentenciado foi realizado pelo Instituto Adolfo Lutz, e o resultado confirmou a morte pelo COVID-19", informou o sindicato. A SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Outro detento que convivia na mesma cela do sentenciado teve confirmado diagnóstico de coronavírus e está isolado. A direção do sindicato recebeu a denúncia da confirmação de contágio no último dia 18. O preso que faleceu era da cela 121, e todo o raio 1 da unidade foi interditado.

A morte é a segunda registrada por coronavírus entre detentos do sistema prisional paulista. A primeira foi do detento José Iran Alves da Silva, de 67 anos, da Penitenciária II "Dr. Antonio de Souza Neto", de Sorocaba, que apresentava comorbidades que pioraram o quadro clínico, pois ele era hipertenso e fazia tratamento de próstata. A causa da morte por COVID-19 foi confirmada no último dia 19 de abril pela prefeitura do município e reconhecida pela Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

Houve ainda uma terceira morte na Penitenciária de Lucélia, mas o caso é suspeita de contágio e o sindicato aguarda confirmação se o motivo foi ou não o coronavírus. O detento está entre os três sentenciados que morreram na unidade na semana entre os dias 13 e 17 de abril.

“É fato que o coronavírus já chegou ao sistema prisional, atingindo servidores e população carcerária, como temos denunciado desde o início. Quantas mortes mais e quantos contágios serão necessários para que a SAP e o governo estadual garantam proteção? Ainda faltam equipamentos de proteção, álcool gel e hipoclorito de sódio para assepsia nas unidades, mesmo com todo apelo feito pelo sindicato, inclusive com medidas judiciais. Até quando seguirá essa situação”, questiona Fábio César Ferreira, o Fábio Jabá, presidente do Sufuspesp.

Entre os servidores penitenciários, são 18 confirmados com o coronavírus e outros 26 com suspeita de contágio. Houve ainda uma morte, a do policial penal Aparecido Cabrioto, da Penitenciária de Dracena, que faleceu em 3 de abril, aos 64 anos.

Entre os presos, de acordo com mapeamento do Depen (Departamento Penitenciário Nacional)  há quatro detentos confirmados com o novo coronavírus em São Paulo e 51 casos suspeitos.

Destes, 26 foram registrados e vem sendo apurados pelo sindicato desde o dia 24 de março, e são os seguintes:

- Um detento da Penitenciária Dr. Antônio de Souza Neto/Penitenciária 2 de Sorocaba;
- Nove detentos do semi aberto de Guarulhos;
- Um detento da Penitenciária de Getulina;
- Um detento Penitenciária I de Lavínia (raio 8 interditado);
-  Penitenciária I de Mirandópolis, com quatro detentos hospitalizados com suspeita do vírus. Destes, um deles ficou internado entre os dias 17 e 30 de março, e permanece isolado na unidade aguardando o resultado do teste;
- Dois detentos da Penitenciária de Araraquara passaram mal com falta de ar em 29 de março, foram atendidos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila Xavier, retornaram e estão isolados com suspeita do vírus. Aguardando confirmação do resultado do teste;
- Um detento do Centro de Ressocialização (CR) masculino de Araraquara, que está em isolamento;
- Preso da Penitenciária de Itapecerica da Serra está internado com sintomas do vírus no Hospital Geral do município, em isolamento na enfermaria;
- 4 detentos da Penitenciária "ASP Joaquim Fonseca Lopes", de Parelheiros, zona sul da capital.

Houve também o isolamento de uma cela no Centro de Progressão Provisória (CPP) de Campinas, devido às condições precárias de higiene e de triagem, conforme o Sifuspesp.

Por: Alex Mesmer/Regional Press
Araçatuba Acontece
22/04/2020


Postar um comentário

0 Comentários