Motorista de aplicativo é espancado e deixado em matagal

Um motorista de aplicativo identificado como M.V.F.S. foi assaltado, espancado e deixado em um matagal na zona sul da cidade na madrugada desta quinta-feira. Ele foi socorrido por populares e levado ao pronto-socorro municipal no início da manhã, com suspeita de traumatismo craniano.
A reportagem do Regional Press apurou junto à polícia que, na versão do motorista, ele parou a noite em um bar na rua Joaquim Fernandes de Souza Nobre, no bairro Nobre Ville, para tomar uma cerveja.
Quando chegou ao bar vieram dois homens pedindo uma corrida, e o dono do bar teria dito que poderia ir, pois conhecia os dois “passageiros”. O motorista aceitou levar a dupla. No meio do caminho os homens anunciaram o assalto e passaram a espancar a vítima.
De acordo com ele, a dupla roubou R$ 400 em dinheiro e um telefone celular que ele não soube dizer a marca e nem o número do chip. O motorista disse aos PMs, já no pronto-socorro, que os bandidos também fugiram levando o carro dele, um Prisma, branco.
Ele disse que foi deixado pela dupla em um matagal perto de onde as pessoas depositam lixo. Depois caminhou até uma casa próxima onde pediu ajuda e acabou sendo levado pelos moradores até o pronto-socorro. Ele deu entrada no PS com o rosto bastante desfigurado, vários hematomas e suspeita de traumatismo craniano, e passava por exames durante a manhã.
A PM levantou o endereço de dois acusados e chegou a ir até a residência dos mesmos, mas eles não foram localizados. A mãe de um deles disse que o filho havia se envolvido em uma briga com outros dois rapazes na noite de quarta-feira.
Nesta quinta-feira a PM fazia patrulhamento pelo bairro Nobre Ville quando encontrou o carro da motorista estacionado em frente ao bar onde ele havia parado para beber cerveja e teria pego os passageiros. O carro estava com uma das portas aberta e havia um telefone celular em seu interior.
Uma mulher que mora perto próximo ao bar disse que por volta das 21h30 ouviu uma briga em frente ao estabelecimento. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Por; Fabio Shiz/Regional Press
Araçatuba Acontece
15/08/2019


Postar um comentário

0 Comentários