DIG prende segundo acusado de matar capoeirista em Araçatuba

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta sexta-feira (7), Felipe Silva de Sá, 23 anos, o segundo acusado de matar o professor de capoeira Everaldo Aparecido Cardoso Martins, 45 anos.
O crime aconteceu no dia 13 de maio deste ano, em frente à casa da vítima, na Rua Antônio Spironelli, bairro Lago Azul, em Araçatuba.
O acusado foi preso em sua residência, às 6h. Ele não resistiu à prisão e, em depoimento ao delegado Paulo Natal, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), confessou a sua participação na morte do capoeirista. Ele disse que efetuou dois disparos contra a vítima e fugiu em um carro branco, pertencente ao outro acusado, Donavan, preso no mês passado pela polícia.
Segundo Natal, a polícia ouviu testemunhas do crime que reconheceram os dois acusados.
A motivação do crime seria uma transação envolvendo um carro.
Donavan teria comprado um veículo da vítima, mas não pagou todas as parcelas e vinha sendo cobrado pelo capoeirista.
A Polícia Civil continua investigando o caso e vai pedir à Justiça a prisão preventiva dos dois acusados para que eles fiquem presos até a realização do júri.

Por: Alessandra Nogueira/Regional Press
Araçatuba Acontece
07/06/2019





Postar um comentário

0 Comentários