Grupo promove evento para ajudar criança com câncer que amputou bracinho

Apesar de ter apenas um ano e 11 meses o pequeno Eduardo Ibanez Rodrigues, o Dudu, tem passado momentos difíceis e luta contra um câncer raro. No mês passado, devido a uma hemorragia, acabou tendo um bracinho amputado às pressas. A família de pequeno Dudu é humilde, a mãe, Íris Ibanez Gonçalves Primo, 35 anos, precisou deixar o emprego em uma indústria onde trabalhava na linha de produção, para acompanhar o tratamento do filho. O pai do menino é frentista e conseguiu um atestado temporário, mas já está retornando ao trabalho.
A família mora no conjunto habitacional Atlântico e chamou a atenção do grupo de voluntários Amparo Social Araçatuba, que vai promover uma festa junina e reverter 100% da arrecadação para a família do pequeno Dudu. Atualmente ele a mãe estão morando em um alojamento em Barretos, onde uma equipe médica acompanha o caso raro do menino, cujos exames estão sendo enviados para análise nos Estados Unidos.

A HISTÓRIA DE DUDU
O drama de Dudu começou logo no parto. Íris conta que seu filho nasceu de parto normal, no hospital da mulher. Após o nascimento, constataram um “caroço” próximo ao cotovelo, e na época, foi feito encaminhamento para um ortopedista, com a justificativa de que, devido ao parto normal, o bebê teve uma fratura, por isso havia o “caroço”.
O especialista em ortopedia passou a investigar o caso e pediu um exame com ressonância magnética. A família teve dificuldade em conseguir a realização do exame pelo SUS e o tempo foi passando. Quando Dudu tinha um ano, cansados de esperar, a família se mobilizou e conseguiu realizar o exame particular, que acabou constatando que o menino tinha uma neoplasia, ou seja, Dudu foi diagnosticado com câncer.
Íris conta que Dudu começou a fazer tratamento no CTO (Centro de Tratamento Oncológico) da Santa Casa de Araçatuba. Foi feito um exame de biópsia e seu filho começou a ser submetido a sessões de quimioterapia. No entanto, o tratamento não surtiu o efeito desejado. Em fevereiro Dudu fez outra biópsia. O objetivo era tentar descobrir qual era exatamente o tipo de tumor que ele tinha. No entanto, segundo a mãe, o resultado foi inconclusivo.

AMPUTAÇÃO
Após este resultado, foi cogitada a hipótese de amputação do bracinho de Dudu. Ele ficou 33 dias internado e no dia 20 de março foi encaminhado para o Hospital do Câncer de Barretos. O tumor apresentou hemorragia e os médicos fizeram uma cirurgia de emergência, amputando o bracinho de Dudu.
Íris conta que apesar do drama da amputação, todos acreditavam que o problema havia sido eliminado de vez. No entanto, a mãe disse que um exame de tomografia constatou que o câncer reapareceu no ombro do lado onde houve a amputação, e que exames revelaram que o câncer ressurgiu de forma mais agressiva, infiltrativa.
No início desta semana Dudu começou a passar por um novo tratamento. A mãe conta que estava hospedada de favor na casa de conhecidos, e agora conseguiu um alojamento para ficar, porque não há previsão de quanto tempo terá que ficar com o filho em Barretos. Eles aguardam resultado de nova biópsia, cujo material para análise foi enviado aos Estados Unidos.

AMPARO SOCIAL
O grupo Amparo Social Araçatuba ficou sabendo do drama da família do pequeno Dudu e decidiu fazer o Arraiá Solidário deste ano em prol ao garoto. Será uma festa junina beneficente a ser realizada no Clube da Acerma, no dia 15 de junho a partir das 20h, na rua Alvarez de Azevedo, 1553, bairro Ipanema.
O ingresso custa R$ 10 com direito a quentão, pipoca e algodão doce. Haverá rodada de bingos e toda a renda será doada a família de Dudu, que vem passando por dificuldades financeiras devido às viagens e também pelo fato da mãe ter se afastado do trabalho para cuidar do menino.
Quem tiver interesse em fazer qualquer tipo de doação pode entrar em contato com um dos organizadores e integrante do Amparo Social Araçatuba, Alex Carvalho Santos, pelo telefone (18) 99712-4776.
Alex explica que para os interessados, o grupo tem a página no facebook que mostra as ações e os resultados, de forma bastante transparente. No Arraiá Solidário de 2018 o grupo conseguiu comprar e doar uma cadeira de rodas especial para uma menina de 10 anos, com investimento de R$ 7 mil.

SERVIÇO:
Arraiá Solidário
Dia 15 de junho às 20h

Por: Fabio Shiz/Regional
Araçatuba Acontece
08/05/2019




Postar um comentário

0 Comentários