Sushiman é agredido com garrafadas por duas mulheres e recebe ameaças por whatsapp em Araçatuba

Um sushiman foi vítima de agressão na noite deste sábado em frente a uma boate na rua Aguapeí, em Araçatuba. Ele foi atacado com garrafada e a autora, posteriormente, enviou áudios assumindo o crime, dando risadas e afirmando que irá matar a mulher do rapaz e que ele irá apanhar de várias pessoas.

O caso envolve quatro pessoas, sendo o suhsiman, a esposa dele e duas mulheres, que já trabalharam juntos em um restaurante japonês da cidade. O casal é do Ceará e as outras duas mulheres do Piauí. O motivo da briga teria sido passional, apesar das duas versões sobre o caso não constarem esse detalhe.
O sushiman e a esposa dele contaram à reportagem do Regional Press que vieram do Ceará para trabalhar em um restaurante japonês, onde conheceram as duas mulheres, que são do Piauí. A esposa da vítima disse que um dia eles brigaram e decidiram se separar, e para fazer ciúmes, o marido acabou ficando com uma das piauienses. Mas um dia depois decidiram reatar o relacionamento.

Este fato passou a gerar atrito entre o casal e as colegas de trabalho, que passaram a incomodar o casal no ambiente de trabalho, incluindo desfeitas e ameaças. A mulher do sushiman, que é garçonete, conta que passou a ser ameaçada e perseguida pelas colegas de trabalho.
Cansados das ameaças e para evitar confusão, o casal pediu as contas, explicou o motivo aos patrões e retornou ao Ceará. As mulheres foram demitidas.

Posteriormente o sushiman e a esposa receberam uma proposta de trabalho em outro restaurante e retornaram a Araçatuba. As duas colegas demitidas do trabalho anterior descobriram e passaram a rondar o local de trabalho e voltaram a fazer ameaças contra o casal.

A BRIGA
Conforme a versão do sushiman, em seu depoimento à polícia, na madrugada deste domingo ele a esposa saíram do trabalharam e decidiram dar uma passada em frente a uma boate onde estava tendo carnaval, na rua Aguapeí. Ao chegar, encontraram as duas ex-colegas de trabalho, que estavam na companhia de outros dois rapazes.

A esposa do sushiman disse que eles decidiram não entrar para evitar confusão. Antes de irem embora um dos rapazes teria chamado à esposa do sushiman. Ele foi tirar satisfação e a mulher com a qual ele ficou quando havia se separado, entrou no meio, disse que ela que tinha chamado a esposa dele e na companhia da outra colega foi para cima do rapaz. Ele caiu e a agressora, armada com uma garrafa, deu um golpe no chão e após quebrar o objeto desferiu um golpe no tórax do suhsiman.

Quando apartaram a briga ele percebeu que estava ferido e foi procurar ajuda no Pronto-Socorro Municipal, onde ficou internado até a manhã deste domingo, após receber vários pontos devido ao corte provocado pela garrafada.

Já a mulher acusada de agressão contou que estava com uma amiga e ao saírem da boate encontraram o sushiman, a esposa dele e dois amigos.
Eles teria seguido as mulheres e no caminho, pararam para tirar satisfação e houve a briga, sendo que o sushiman teria agredida uma das mulheres, que para se defender, pegou a garrafa e o golpeou. 

AMEAÇA
Após o fato a mulher acusada de ser a autora da agressão enviou áudios de whatsapp dando risadas e querendo saber onde foi o corte provocado pela garrafada. Ela chama o rapaz de covarde e diz que ele ainda vai apanhar mais, e de várias pessoas.

Uma segunda voz feminina surge no áudio perguntando se a autora vai matar a “mulherzinha” do sushiman, e ela responde que a moça não irá escapar.
A Polícia Civil vai apurar os fatos.

Por: Fabio Shiz/ Regional Press
Araçatuba Acontece
03/03/2019








Postar um comentário

0 Comentários