Publicitário preso com munições e conteúdo de pornografia infantil tem prisão preventiva decretada

A juíza de direito Camila Paiva Portero decretou a prisão preventiva, por tempo indeterminado, do publicitário de 38 anos preso nesta quinta-feira em Araçatuba durante a quarta fase da Operação Luz da Infância, desencadeada sob coordenação da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, em todo o Brasil.

O publicitário foi preso na manhã desta quinta-feira em sua residência, por policiais do GOE (Grupo de Operações especiais) da Polícia Civil.
Ele passou a ser investigado depois de identificado pela equipe do Laboratório de Inteligência Cibernética da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça, com base em informações coletadas na internet.

Durante o mandado de busca e apreensão cumprido pelos policiais do GOE na casa do publicitário, na Vila Estádio, foram encontradas diversas munições de arma de fogo de calibres variados, inclusive de uso restrito, como fuzil e pistola .40, além de uma pistola de airsoft e uma espingarda de pressão.
No quarto do acusado havia um computador com o monitor desligado.

Quando especialistas em informática da Polícia Civil ligaram o equipamento, constataram que estava sendo feito download de conteúdo pornográfico infantil, além de constatarem vários arquivos do gênero armazenados no computador.
O acusado disse aos policiais que mantém os vídeos porque “gosta de ver coisas bizarras”.

Com relação às munições, afirmou que faz coleção e teria ganhado de um amigo. Ele foi conduzido ao plantão policial, dormiu na carceragem e na manhã desta sexta-feira passou por exame no IML (Instituto Médico Legal) e depois foi ao fórum participar de audiência de custódia, onde a juíza acabou decretando a prisão preventiva por tempo indeterminado.
De lá ele foi encaminhado para a Penitenciária Orlando Brando Filitno, onde ficam presos suspeitos de estupros e de pedofilia.

Por: Fábio Shiz/Regional Press
Araçatuba Acontece
29/03/2019









Postar um comentário

0 Comentários