PM prende terceiro acusado de tentativa de chacina e apreendem drogas em Araçatuba

Policiais da Força Tática da Polícia Militar prenderam Ígor Kaique Dibes Alexandrino, no início da tarde desta quinta-feira em frente a uma residência na rua Péricles Pimentel Salgado, no bairro Umuarama, zona leste de Araçatuba. No local foram apreendidos drogas, produtos químicos e dinheiro. O preso é acusado de participação em uma tentativa de chacina com cinco baleados, em agosto deste ano, no Jardim Atlântico, zona norte da cidade.
De acordo com o capitão Renê Rodrigues, a PM tinha a informação de que o acusado estaria escondido em uma casa na rua Péricles Pimentel Salgado. Ele era procurado pela Justiça acusado de participação na tentativa de chacina. Quando a viatura aproximou-se do endereço, os policiais viram Kaíque, que estava na calçada, tentando correr em direção ao imóvel na tentativa de se esconder.
Ele foi detido e acabou confessando que estava escondido no local. O acusado sabia que era procurado pela Justiça e acabou confessando também que havia droga na casa.
Durante revista os policiais localizaram 160 pinos com cocaína, dois tabletes com pasta base de coca, meio quilo de lidocaína (produto utilizado no refino da cocaína), balança de precisão, 500 pinos vazios, sete munições de calibre 38 e R$ 550 em dinheiro.

TENTATIVA DE CHACINA
Kaíque é conhecido nos meios policiais e considerado um criminoso de alta periculosidade. Ele é acusado de participação na tentativa de chacina que resultou em cinco pessoas baleadas, incluindo duas crianças, na noite de 12 de agosto no Jardim Atlântico.
As vítimas da tentativa de chacina estavam comprando frutas de uma vizinha no momento do atentado. São elas a auxiliar de enfermagem Maria Aparecida Ferreira de Araújo, de 52 anos, o eletricista Flávio William Tobias da Costa Antônio, 23 anos (já tem passagem por tráfico), a mulher dele, a dona de casa Elisângela Barbosa, de 33 anos, o filho dela, V.H.B., 13 e o filho do casal de apenas cinco anos, I.M.B.
A reportagem do Regional Press apurou que Maria Aparecida é vizinha do casal Elisângela e Flávio. Na noite do crime, ela estava na calçada, em frente a casa deles, vendendo frutas. O portão basculante da casa estava aberto, e Elisângela conversava com Maria Aparecida, acompanhada de seus dois filhos.
Dois homens de moto se aproximaram repentinamente efetuando diversos tiros com uma pistola 9 mm, atingindo um tiro que atravessou o ombro de Maria Aparecida. Elisângela foi atingida com um tiro no tórax, o adolescente de 13 anos levou um tiro no pé e a criança de cinco anos foi atingida com um tiro na região do quadril.
Em seguida eles arrombaram a porta da casa e foram até o quarto onde o eletricista havia se trancado, e começaram a efetuar vários tiros em direção a porta, acertado um tiro na axila direita e outro que atravessou o braço direito da vítima. Todos foram socorridos por equipes do Samu e unidade de resgate do Corpo de Bombeiros.

PRIMO
Flávio William Tobias da Costa é primo do autônomo Rogério de Cássio Rodrigues, de 36 anos, encontrado morto na manhã seguinte, sobre a sua cama, na residência onde morava na rua Izamar, no Jardim TV, zona norte de Araçatuba.

A reportagem do Regional Press apurou que padrasto da vitima foi informado por vizinhos que a porta da casa dele estava arrombada. Ao chegar no local, mais precisamente no quarto, encontrou o enteado morto sobre a cama, debaixo de um cobertor, com três perfurações causadas por tiros, na cabeça. Ele e Flávio Antônio, segundo a polícia, já têm passagem por tráfico.
Segundo informações apuradas no local, vizinhos viram a porta casa dele arrombada e ligaram para o padrasto da vítima.

Por: Fábio Shiz/Regional Press
Araçatuba acontece
27/12/3018







Postar um comentário

0 Comentários