Pecuarista é preso pelo GOE com 23 armas de fogo após ameaçar policial

Um pecuarista foi preso em flagrante com 23 armas de vários calibres e munições de fuzil, no final da tarde desta sexta-feira (30), em Bento de Abreu, região de Araçatuba. Ele foi abordado em sua fazenda por policiais civis do GOE (Grupo de Operações Especiais), de Araçatuba, durante cumprimento de mandado de busca expedido pela Justiça de Valparaíso.
Durante a revista na sede da fazenda do acusado, os investigadores encontraram 11 armas longas e 12 armas de pequeno porte, entre revólveres, pistolas e uma garrucha, além de centenas de munições intactas, entre as quais de fuzil de grosso calibre cuja posse é proibida.
A ação do GOE ocorreu durante investigação que teve origem em um boletim de ocorrência registrado por um policial civil contra o pecuarista que o teria ameaçado de morte. Os nomes das partes foram preservados.
No decorrer da apuração do caso, os policiais civis apuraram que o pecuarista possuía em casa várias armas, algumas delas de uso restrito das forças armadas e outras sem registro.
Nesta sexta-feira, o GOE de Araçatuba foi até a fazenda e surpreendeu o acusado na sede. No momento da abordagem, o fazendeiro estava com uma pistola 9 milímetros na cintura. A arma é de uso restrito, assim como um revólver calibre 45 apreendido no local. Espingardas municiadas foram encontradas embaixo da cama do acusado e no quarto dele.
Os policiais também recolheram armas que estavam em um cofre. Parte do armamento não possui documentação regularizada. Algumas estão em nome de outras pessoas.
O pecuarista foi preso em flagrante e vai responder por posse e porte ilegal de armas e munições, algumas de uso restrito. A investigação sobre a ameaça de morte contra o policial continua em curso.
O acusado seria encaminhado para audiência de custódia na Justiça Estadual. Ele poderá ser transferido para um presídio da região na manhã deste sábado (1).
Na entrada da fazenda, os investigadores encontraram uma placa alertando sobre supostas câmeras de segurança ligadas diretamente com a delegacia da Polícia Civil de Bento de Abreu. A placa foi apreendida e a informação foi desmentida pelo comando da Polícia Civil na região.

Por: Alex Mesmer/Regional Press
Araçatuba Acontece
01/12/2018



 




Postar um comentário

0 Comentários