Comerciante perde celular e acusa policial e atendente de furto

Uma comerciante foi ao plantão policial para registrar um boletim de ocorrência, e ao final, acusando um escrivão da Polícia Civil que a atendeu, e uma atendente, de ter furtado o aparelho, que na realidade ela havia deixado no porta-malas de seu veículo.
Constrangidos, o policial civil a atendente registraram um boletim de ocorrência contra a comerciante pelos crimes de calúnia e injúria. O caso aconteceu na manhã desta quinta-feira no plantão policial, na rua Cussy de Almeida.
A mulher entrou para registrar um B.O., e deixou seu telefone celular no porta-malas de seu veículo, que estava estacionado em frente à delegacia. Ao sair, não achando seu telefone, ela passou a acusar o escrivão e atendente, que fica na recepção da delegacia, pelo sumiço do aparelho.
Inicialmente alegou que havia deixado sobre a mesa do escrivão. Depois voltou atrás e disse que deixou na mesa da atendente, passando a acusá-los de furto, na frente de outros policiais e de pessoas que estavam alí esperando por atendimento.
Por fim a mulher foi até seu veículo e encontrou o aparelho. O escrivão e sua colega de trabalho registraram o boletim de ocorrência contra a mulher e entraram com representação para que ela responda criminalmente pelas acusações que fez contra eles.

Por : Fábio Shiz /Regional Press
Foto Silvio Romeiro/Araçatuba Acontece
30/11/2018


Postar um comentário

0 Comentários