Casal é autuado por pesca ilegal e recebe multa de R$ 7 mil

Policiais ambientais apreenderam 140 quilos de peixes pescados irregularmente com redes e tarrafas em período de Piracema com um casal que tem um bar próximo a ponte do rio Aguapeí em Lucélia na madrugada desta quarta-feira. Os pescados foram doados ao Lar de Idosos São João, de Araçatuba.
Durante a operação da Polícia Ambiental a mulher tentou avisar o marido disparando rojões, uma tática utilizada para avisar os pescadores que atuam irregularmente na pesca. Os policiais ambientais 2º sargento Pio, cabo Generoso e cabo Novais, faziam patrulhamento por volta das 19h desta terça-feira, quando perceberam que uma senhora, proprietária do bar próximo a ponte do rio Aguapeí demonstrou muito nervosismo ao ver a viatura.
Na sequência ela acionou rojões, o que chamou a atenção dos policiais. Eles esconderam a viatura e ficaram de campana, observando à distância a movimentação de cima da ponte do rio Aguapeí, até por volta de meia-noite, quando viram o casal entrando em um veículo.
Rapidamente os policiais fizeram a abordagem e encontraram peixes e apetrechos para pesca, como redes para arrastão e até uma tarrafa molhada que havia sido usada naquela noite. No bar encontraram mais redes tarrafas e pescados das espécies pintado, piapara, corimba, piaussu, piau verdadeiro, dourado e dourado facão). Também foi encontrada uma caixa de rojões, que a mulher confessou que eram utilizados para avisar pescadores sobre a presença da polícia.
Cada um dos acusados recebeu uma multa no valor de R$ 3.500 e ainda responderá por crime ambiental. Os peixes foram doados ao Lar São João, divulgado recentemente no Regional Press por estar passando por uma situação delicada financeiramente e com dificuldade de manter o trabalho de atendimento aos idosos.

Por: Fábio Shiz/Regional Press
Araçatuba Acontece
21/11/2018



   

  



Postar um comentário

0 Comentários