Polícia Militar de Araçatuba chega rápido na ocorrência e evita tragédia maior


Os Policiais Militares Cabo Pereira e o Soldado Barcelo foram acionados via Copom para atender uma ocorrência de briga e uma da partes estava com dois facões nas mãos.
Um auxiliar geral de 46 anos identificado como Derli Jesus de Oliveira, quase teve a mão decepada por um facão ao se defender dos golpes do agressor, identificado como sendo o auxiliar geral Sidnei Alves de 38 anos, conhecido como Neizinho. A briga teve início após um desentendimento entre as esposas da vítima e do agressor.
O caso aconteceu no final da noite deste sábado na rua João Batista Marques da Silva, no Jardim Jussara. Uma dona de casa de 36 anos, companheira de Neizinho, teria discutido com uma outra dona de casa de 25 anos, esposa de Oliveira. Neizinho teria entrado no meio da discussão e partido com agressões para cima da mulher que discutia com sua esposa.
Ao perceber a briga, Oliveira e um amigo foram para cima de Neizinho, que recuou e foi para sua casa próximo ao local. Ele voltou com dois facões e partiu novamente para cima da esposa de Oliveira, que entrou na frente para defende-la. Neizinho passou a tentar golpear Oliveira que colocou um dos braços na frente do rosto quando foi atingido por um golpe de facão. Ele quase teve a mão decepada, sofrendo um corte profundo que rompeu inclusive toda musculatura e tendões.
Um terceiro homem que estava no local pegou um pedaço de pau para tentar defender Oliveira mas quase foi atingido pelos golpes de Neizinho com seus facões. O acusado ainda arrastou um sofá das vítimas para a calçada, sentou e disse que iria atear fogo na casa. Neizinho, que já tem passagem pela polícia, foi preso em flagrante por tentativa de homicídio.
Na manhã deste Domingo o indiciado foi conduzido para a audiência de custódia e vai responder em regime fechado.

Imagens: Silvio Romeiro
Araçatuba Acontece
28/10/2018




Postar um comentário

0 Comentários