Aluna de 13 anos registrou boletim de ocorrência afirmando que foi vítima de estupro dentro da escola.

A polícia Cívil de Araçatuba, está  investigando  uma ocorrência de estupro que foi registrado no  dia 21/09/2018, pela mãe de uma aluna de 13 anos da Escola Estadual Jorge Corrêa, em Araçatuba.
A adolescente relatou em seu depoimento que foi estuprada dentro da escola  na sala de informática por um aluno do ensino médio.
Ela contou que na hora do intervalo, um aluno do terceiro ano, a chamou para que fossem até a sala de computadores e que ao entrarem na sala ele trancou a porta pelo lado de dentro e começou a beijar a sua boca de maneira forçada, mesmo ela pedindo pra ele parar, ele não parou e mordeu a boca da vítima e falou que se ela gritasse seria pior.
A garota afirmou que o acusado tirou a roupa dela e estuprou e não usou camisinha. Ela afirma também que ao deixar a sala, ela encontrou uma amiga e relatou tudo o que aconteceu com ela e logo em seguida encontrou a sua professora e que também contou para professora a qual percebeu que seus lábios estavam com sinais e levou a menina para a sala da diretoria
Em depoimento a adolescente afirmou o que havia ocorrido para diretora, e permaneceu na diretoria por um bom tempo e em dado momento a diretora pediu para que a adolescente fosse ao banheiro se limpar, e em seguida voltar para a sala de aula .
A adolescente AFIRMOU QUE NÃO CONSENTIU QUE O ALUNO A BEIJASSE OU PRATICASSE COM ELA QUALQUER ATO LIBIDINOSO MUITO MENOS CONJUNÇÃO CARNAL
A vitima disse que quando chegou em casa relatou os fatos a sua mãe, a qual decidiu registrar o Boletim de Ocorrência
A adolescente foi levada à Santa Casa para receber atendimento e encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer exame de corpo de delito. O caso será investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

Araçatuba Acontece
22/09/2018

Foto: Ilustração

Postar um comentário

0 Comentários